21/11/13

VERDADEIRA E FALSA AMIZADE



                     
     

       Bom hoje resolvi escrever sobre a amizade, sentimento que muitas das vezes trás grandes feridas e decepção.
       Uns são verdadeiros e dão seus frutos, já outras deixam marcas e dores profundas. Com certeza você ja deve ter vivido as duas experiencia desse tipo de sentimento. Como reconhecer uma amizade verdadeira e  falsa amizade que com certeza trará dor futuramente? vamos falar um pouco das duas.
        VERDADEIRA- AMI: Primeiramente você deve ter a consciência que ao escolher uma pessoa para ser seu amigo(a) você estará escolhendo uma pessoa com um carácter totalmente diferente do seu, só algumas coisas em comum. Porém para que essa amizade seja verdadeira e venha dar seus bons frutos, você irá necessitar muitas das vezes enfrentar duras batalhas A VERDADE se colocar sempre no lugar desse seu amigo(a) quando ele(a) necessitar de um sincero concelho. com certeza necessitarás de coragem para encara-lo(a) e dizer a verdade porque é seu amigo  e é a pessoa que confia em você, e mais, oferecer todo o ombro amigo quando ele(a) precisar. Não basta somente exibi-lo(a) como um troféu pelas ruas da cidade ou entre os demais, essa amizade tem que ser cuidada com muito carinho. A aguá para regar essa planta se chama VERDADE.

         FALSA -AMI: Com esse tipo de sentimento o apaziguar jamais dará resultado, precisa-se coragem para romper e não permitir ser jamais objecto de uso. Normalmente  as pessoas de orgulho feridos é que costumam construir esse tipo de amizade, procurem dominar alguém para sucumbir a rejeição e perda sofrida. Esse maligno sentimento só se consegue  perceber quando a  pessoa demonstra algo quando estão só e diante dos outros é outra pessoa. quando ela é rejeitada por aqueles que ela concedera ela sai em busca de alguém para exibir. de repente começa a morrer de amores por você, mas no fundo você não passa de uma farsa, de uma vitima. A água que rega essa amizade se chama MENTIRA
Caro leitor(a) veja que tipo de amizade você está envolvida. saiba se valorizar em qualquer delas.

07/03/13

FIRMEZA OU FRAGILIDADE


                    


                               





E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Romanos 8:28)

FIRMEZA OU FRAGILIDADE É muito conhecida a história de José. Mesmo quem nunca leu a Bíblia sabe o que lhe aconteceu, pois, os fatos que cercaram sua vida foram alvos de muitos filmes e músicas. Entre as muitas aflições pelo qual passou, podemos destacar: ele foi odiado pelos irmãos, colocado em uma cova, vendido para o Egito, caluniado por uma mulher má e lançada em uma prisão. Nenhuma dessas coisas foi boa para José. Mas José em todo momento manteve sua conduta de forma correta através de todas as provações. Nem todas as coisas que nos sobrevêm são, em si mesmas, boas ou agradáveis. Mas será a forma com que lidaremos com elas que mostrará a nossa firmeza ou fragilidade. Se formos sinceros e verdadeiros em nossa comunhão com o Senhor, poderemos descansar, certos de que Ele agirá incessantemente a nosso favor. Há momentos em que enfrentamos situações adversas que parecem intermináveis. Olhamos para trás e não conseguimos ver onde começaram e para frente sem ver uma forma de livramento. Questionamos sobre os motivos de estarmos passando por tais situações, mas não encontramos respostas. Necessitamos confiar plenamente que tudo sob controle do criador caro amigo.

19/02/13

A Semente






“Sobrevindo fome à terra, além da primeira havida nos dias de Abraão, foi Isaque a Gerar, avistar-se com Abimeleque, rei dos filisteus. Apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Fica na terra que eu te disser; habita nela, e serei contigo e te abençoarei...” Gênesis 26.1-3
Por causa da fome e extrema dificuldade, a intenção de Isaque era buscar sustento no Egito, já que era o lugar mais rico e fértil da terra naquela época, devido ao rio Nilo, quer dizer: facilidade.
Isaque havia pedido autorização ao rei Abimeleque para ficar em Gerar por algum tempo, porque estava convicto de que encontraria a solução no Egito. Porém, Deus lhe disse: "Fica nesta terra!"
Ainda que essa ordem fosse, aparentemente, a mais incoerente, só existe um lugar seguro e próspero, que se chama "VONTADE DE DEUS".
Ele obedeceu e semeou entre os inimigos e, no mesmo ano, colheu cento por um. Algo que humanamente falando é impossível, mas quando se usa a semente da obediência, os frutos são surpreendentes e abundantes.
Às vezes, buscamos as melhores condições para semear a Palavra de Deus – como rádio, televisão, jornal, um lugar menos violento e com menos miséria – pensando que ali o trabalho evangelístico florescerá. Contudo, se analisarmos o exemplo de Isaque, veremos que ele semeou onde havia miséria, violência, injustiça – tanto é que ele tinha medo de ser morto pelos homens daquele lugar por causa da beleza de sua esposa, e chegou a dizer que ela era sua irmã.
Não seria este o exemplo a seguir? Semear a Palavra de Deus na terra dos inimigos? Afinal, é onde o diabo mais tem atuado por meio de injustiças, violência, estupros, vícios, perseguições, miséria, etc.
Isso não quer dizer que a boa semente não deva ser plantada entre os ricos, porque entre eles o diabo também atua. Porém, de onde vêm as pessoas que mais se dedicam, convertidas, nascidas do Espírito Santo e que se entregam com sinceridade a Deus? Sem dúvida, dos lugares considerados a escória da sociedade; normalmente onde a assistência social, a educação, a segurança, a saúde e o saneamento básico não chegam.
“...pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são.” 1 Coríntios 1.27-28
Se aqueles que se dizem servos e servas de Deus estivessem mais preocupados em semear a boa semente na terra do inimigo, o diabo não estaria semeando o joio no meio do trigo, e não teríamos, dentro das igrejas, tanto ciúme, fofoca, inveja, discórdia, maus olhos e carnalidade.
“…prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não...” 2 Timóteo 4.2